Coisas sobre a religião iorubá

5 coisas que você deve saber sobre a religião iorubá

Posted by

A religião iorubá, Santeria, a regra de Osha ou Ifa tem sido criticada e desaprovada, mesmo confundida com bruxaria, mas isto é traduzido como “O caminho dos santos” e é uma religião afro-caribenha. Santeria contém em sua vasta cultura um grande número de mitos, contos e lendas (Patakí) que dão razão a muitas de suas cerimônias e costumes e os tornam mais compreensíveis.

Dentro disto existem mais de 400 deidades, das quais dezesseis são ativamente adoradas. Aqueles que formam a base principal são: Obatalá, Oshún, Yemayá, Oyá, Shangó, e os guerreiros Oddé que são Eshu-Eleggua, Oggun, Oshosi, Ozun, e Orunmila.

Eles também adoram Olofin, que também é chamado Olodumare e Olorun, o deus todo-poderoso e ser supremo, e os Orishas na força da natureza onde a vontade de deus se manifesta.

Em essência, Santeria é uma religião divinatória que oferece ao crente os meios para acessar o conhecimento do mundo e as principais fontes de poder.

[rb_related title=”Te puede interesar” total=”2″ style=”light”]

Como surgiu a Santeria?

Quando os colonizadores espanhóis adquiriram milhares de Yorubas para servir como escravos em Cuba, Brasil, Haiti e Trinidad. Agarraram-se às suas práticas religiosas, misturando-as com outras tradições africanas e ajustando sua religião ao novo ambiente do que então era considerado o novo mundo.

Dentro de Santeria existem muitos tipos de regras que devem ser respeitadas, e é por isso que o nome “Regla de Osha” (Regra de Osha) diz tão bem. Deve-se entender que nesta vida tudo tem certas normas e regras para que tudo funcione de forma correta e esta religião é uma defensora disso. A seguir estão as cinco coisas que você deve saber sobre a religião iorubá:

Religião Santera Yorubac

5 coisas que você deve saber sobre a religião iorubá

  • Santeria é uma religião originária da Nigéria, seu nome africano é “Lucumí” ou “Regla de Osha”. Vê-se também que bruxaria é um termo para agrupar as práticas do espiritualismo; especialmente quando as crenças não são bem compreendidas, em outras palavras, nunca será a mesma.
  • Diz-se que Santeria é boa e bruxaria é má, mas a verdade é que ambas têm a capacidade de trabalhar tanto o bem quanto o mal, dependendo das intenções com as quais são praticadas. 
  • A veneração ancestral nesta religião é de suma importância, pois eles pagam moral a seus ancestrais e guias espirituais. Geralmente é para honrar os parentes falecidos da pessoa falecida.
  • Em Santeria, o Deus conhecido pelos religiosos como Olodumare é igualmente venerado, mas também há mais divindades e Orishas.
  • Alguns dos Orishas são representativos da natureza, como por exemplo:

Ogún Senhor do ferro, da guerra e do trabalho.

Oyá a dona dos ventos.

Obatalá é o pai de todos os Orishas e da humanidade, entre outros.

Deusa Yemayá dos mares e seus segredos.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.